Acertou quem disse…

Enrolador de lãs e linhas!

vintage

Não sei se esse é o nome oficial dessa traquitana, mas é para isso que ela serve.

Nos comentários, todo mundo acertou, mas no Twitter teve quem errasse.

Como contei, brinquei muito nesse enrolador quando a minha mãe fazia tricô a máquina. Sabe quando digo que sou crafter de pai e mãe? É tudo verdade! E pra comemorar o aniversário de 3 anos do Como Faz, vou contar aqui um pouco dessa história de família com as agulhas, lãs, linhas e pistolas de cola quente. Junto com as histórias, claro, muitas dicas e tutoriais do fundo do meu baú.

Espero que gostem!

Ano novo, coisa vintage?

Feliz ano novo, gente!

Ufa! Vou falar a verdade: Foi difícil chutar a preguiça esse início de ano mas vamos lá, né? Planejei um monte de novidades…

Já que o ano é novo, que tal um pouco de coisa velha, para lembrar dos “bons tempos”? Okay, não vou chamar de coisa velha, vou chamar de vintage, que tal?

Esses dias minha mãe achou isso aqui nas coisas dela e me deu. Você sabe para o que serve?

IMG_8080

Esse é um acessório bem útil na vida de tricoteira da minha mãe. Especialmente no inverno, quando ela pegava até umas “encomendas”, meu passatempo preferido era ficar ajudando a minha mãe com isso aqui.

IMG_8081

Amanhã volto pra contar mais!

Paraíso do tricô, crochê, Purl Soho!

Desde que botei o olho no tal tricô com malha que eu estava seca atrás de agulhas de tricô e crochê dessas bem grandes…

Cheguei a comentar com a Carola Rodrigues, do Meu Pintinho Coloridinho, que deu algumas dicas, mas até então, não tinha achado por aí…

Em Nova Iorque, não teve como passar em branco pela Purl Soho.

purl window reflection

Gente… Quase morri.

Primeiro, porque a loja é linda de morrer. Paredes forradas de novelos e mais novelos, todas as cores, todas as texturas (nham!), fibras super macias… Coisa de impressionar o toque, mesmo.

purl soho wall

Depois, o serviço. Sério. Nunca fui tão bem atendida em um armarinho ou lojinha de crafts e afins. Apesar de estar lotada (fui num sábado, imagina!), os vendedores faziam das tripas coração para entender bem os clientes regulares e os turistas, explicando tim tim por tim tim cada um dos instrumentos, além de verificar os preços, indicar a melhor lã para cada agulha e vice-versa.

Os preços também achei bem dignos. As agulhas estavam super em conta, já as lãs, um pouco salgadas. Claro que sai mais barato do que comprar aqui e a qualidade parecia ser irretocável, então, se for colocar tudo na balança, o preço nem é tão pesado assim. Para os que moram lá e ganham em dolár, então, as cifras são totalmente justas.

Olha só minhas agulhas novas!

IMG_7818

IMG_7819

IMG_7820

Tô muito feliz com elas!

Tricô com fio de malha reciclada

Tem tempo que estou de olho nesse tricozão… Acho tão “yummy”.

Thrifted

Como não sou grande tricoteira, acabei não dando atenção, mas fim de semana passado resolvi gastar um tempinho pra descobrir o que é que usam pra fazer esse tricô ou crochê, que deixa tão bonito e com essa sensação de ser tão gostoso.

tricô de malha reciclada

A descoberta foi o esse “fio” de malha, reciclado de camisetas e outras roupas velhas.

tricô de malha reciclada

Desculpem-me as tricoteiras e crocheteiras experientes, mas eu não estava com essa no meu radar. Fiquei encantada!

tricô de malha reciclada

Se você quiser picotar suas roupas velhas e experimentar o crochezão, no Polka Dot Pineapple tem um passo-a-passo em inglês, todo ilustrado com fotos. Se você prefere vídeo tutorial, achei esse:

Para inspiração, tem um grupo chamado Created with Hoooked Zpagetti no Flickr com fotos de peças feitas com esse material, que eles chamam de “t-shirt yarn”.